Make your own free website on Tripod.com
Home | Entrevista com o Rabino Elisha Salas | Turismo - Cátia Vanina em Israel | Marranos: o difícil caminho para casa | Mitos e Fatos | Ponto de vista Marrano ! | O anti-semitismo na Rússia | Julgamento de Saddam Hussein | Politico | Nota de Repudio | A cultura do ódio e da destruição... | Entidades judaicas do Paraná... | Prêmio Nobel de Economia de 2005 | B'nai B'rith e SOS Racismo ... | Arrecadação de Alimentos | Encontro Tematico na B'nai Brith | Morte de Simon Wiesenthal | FISESP e Unibes... | Leilão Beneficente | Ph.D em Judaísmo... | O veneno do mel de Gibson | Bereshit: sonho ou realidade? | Ódio Suicida | Morrem brasileiros | Morrem brasileiros | Primeira Sinagoga das Américas/PE - SELO | Memoria | Mid

Bnei Anusim

Morte de Simon Wiesenthal

Federação Israelita lamenta morte de Simon Wiesenthal



A Federação Israelita do Estado de São Paulo, em nome da comunidade judaica paulista, presta seu tributo e manifesta seu pesar pelo falecimento de Simon Wiesenthal, um grande homem que sempre esteve a serviço da luta contra o preconceito.

Todos sentimos a perda desta personalidade, que após sobreviver a doze campos de concentração e extermínio, conseguiu, com sua incansável luta, a prisão e o julgamento de mais de 1.100 criminosos nazistas.

Esperamos que a memória do Holocausto seja preservada para que a discriminação, a intolerância e a incompreensão desapareçam das relações entre as pessoas e os povos.

A Federação Israelita do Estado de São Paulo é a representante oficial da comunidade judaica e congrega 55 organizações e entidades beneficentes, entre elas Unibes e Ten Yad, sinagogas e escolas judaicas, além de instituições bastante conhecidas como A Hebraica e o Hospital Israelita Albert Einstein.

Mensagem da Embaixadora de Israel, Sra. Tzipora Rimon, à comunidade judaica do Brasil, por ocasião do Ano Novo Judaico – 5766



O Ano Novo está chegando e todos estamos ocupados fazendo um balanço do que alcançamos no ano que passou e preparando a lista dos objetivos e desejos para o ano que vem.

Do ponto de vista de Israel, ocorreram significativas mudanças na região do Oriente Médio com a morte do líder palestino Yasser Arafat, as eleições da nova liderança palestina e, nas últimas semanas, a implementação do Plano de Desengajamento com a retirada de todos os moradores israelenes e das forças militares da Faixa de Gaza.

A retirada é uma oportunidade histórica de construir um futuro melhor para israelenses e palestinos, assim como para toda a região. A realização do Desengajamento planejado tem sido uma experiência dolorosa e difícil para Israel, que tem feito sacrifícios e assumido riscos em nome da retomada das negociações com os palestinos. Estamos convencidos de que isso é necessário para quebrar o impasse onde encontram-se nossos esforços de paz.

Este ano recordamos os 60 anos do fim da Segunda Guerra Mundial e da libertação dos campos nazistas. Recordamos também o dever de ensinar a lição do Holocausto e lutar contra a indiferença, o racismo e o anti-semitismo.

No ano que passou, ocorreram avanços nas relações entre Israel e Brasil. Os dois países têm reforçado a atuação conjunta através de visitas oficiais mútuas, negociação de acordos, expansão do comércio bilateral e intercâmbio cultural e acadêmico.

No final de setembro completo um ano na qualidade de Embaixadora do Estado de Israel no Brasil, dando grande importância à estreita ligação com a comunidade judaica brasileira. Visitei muitas comunidades e suas instituições, tendo participado de seus principais eventos. Encontrei-me com as lideranças e membros das diferentes kehilót, com o intuito de reforçar e aprofundar os laços de amizade e cooperação já existentes entre Israel e a comunidade judaica do Brasil. No próximo ano, a Embaixada de Israel continuará buscando o intercâmbio de idéias, experiências e atividades conjuntas com os judeus de todo o Brasil.

Desejo a todos que o ano 5766 seja repleto de prosperidade, felicidade e paz em Israel e em todos os lugares.

Shaná Tová e um Feliz Ano Novo

Tzipora Rimon
Embaixadora de Israel

Outubro, 2005

Representantes da Fisesp e Unibes entregam doações em presídio feminino



Atendendo a um pedido do administrador Sérgio Ricardo Ruiz Bassitti, Gabriel Zitune e Bela Berland, representando a Federação Israelita do Estado de São Paulo e a Unibes (União Brasileiro Israelita do Bem Estar Social), estiveram no Centro de Atendimento Hospitalar à Mulher Presa para entregarem doações de equipamentos médicos, mobiliários, artigos de cama, mesa e banho e enxovais para bebês.

O Centro de Atendimento Hospitalar à Mulher presa recebe de todas as Penitenciárias e Cadeias Públicas Femininas do Estado de São Paulo gestantes de alto risco, e mulheres que estão amamentando, juntamente com seus bebês, até quatro meses de idade.

Legenda: Bela Berland , Rosane Rodrigues Marques (diretora técnica do Centro de Atendimento à Mulher Presa) e Gabriel Zitune (vice-presidemte da Fisesp)

Jornal "O Estado de São Paulo" publica carta de Jayme Blay



Reproduzimos carta de autoria de Jayme Blay, publicada em 15.09.2005, elogiando matéria de Dom Cláudio Hummes, no jornal "O Estado de São Paulo - Fórum dos Leitores" - pág. 3

Dom Cláudio Hummes

Como entidade representativa da comunidade judaica do Estado de São Paulo, cumprimentamos o cardeal-arcebispo Metropolitano de São Paulo, dom Cláudio Hummes, pelo artigo O diálogo inter-religioso (14/9, A2), no qual reconhece o valor das outras religiões monoteístas, como o judaísmo e o islamismo, e condena veementemente toda forma de anti-semitismo. As considerações de dom Cláudio sobre a busca do convívio pacífico entre as diversas religiões, o respeito mútuo, a tolerância, a busca pela paz e pela justiça e a não-importação de conflitos externos vêm ao encontro dos anseios da comunidade judaica.

JAYME BLAY, presidente da Federação Israelita do Estado de São Paulo
São Paulo